25 janeiro 2009

Grão de amor


Me deixe sim, mas só se for
Pra ir ali e pra voltar
Me deixe sim, meu grão de amor
Mas nunca deixe de me amar
Agora as noites são tão longas
No escuro, eu penso em te encontrar
Me deixe só até a hora de voltar
Me esqueça sim, pra não sofrer
Pra não chorar, pra não sentir
Me esqueça sim, que eu quero ver
Você tentar sem conseguir
A cama agora está tão fria,
Ainda sinto seu calor
Me esqueça sim
Mas nunca esqueça o meu amor
É só você, que vem no meu cantar, meu bem
E só pensar que vem,
Me cobre mil telefonemas
Depois me cubra de paixão
Me pegue bem
Misture alma e coração.

Um comentário: