07 outubro 2009

Chuva chora lá fora


Enquanto a chuva chora lá fora
Dentro do meu peito
Há uma dor
Que me apavora

Você não está do meu lado
Por onde andas que não vejo?
O que fazes agora?
Será que estás a pensar em mim?

Se não fosse pelos raios e trovões
Juro que saía para banhar-me nessas lágrimas
Lágrimas suas que o tempo trouxe
Que a chuva fez chorar

Primavera que abriu com a chuva
Para o meu campo de girassóis deliciarem
Fazendo buscar desde as suas raízes
Um aroma de um novo amor para exalar.


(L.D.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário