16 janeiro 2010

Belos


Sentimento persistente imagino que sintam daqui pra frente, saudade sem fim, porque essa sim deve está insuportável que sufoca, que lhes roubam as cores do dia-a-dia, a beleza das flores, e tudo ao redor fica mais frio, mas é só mais uma etapa que vocês vão ter que passar para serem aprovados no teste do amor.
Amor esse que tudo suporta, tudo cê, que tudo espera, porque distância para o amor não importa, amor esse que trás a cada dia uma nova esperança e vontade de viver, porque por onde quer que estejam estarão sempre juntos no coração um do outro, onde os cheiros e gostos estão sempre aguçados como se estivessem de corpo presente, simplesmente porque sabem guardar o melhor dos momentos para relembrar quando ambos não estão perto, fazendo assim o amor mais forte e nunca ausente.
Torço pelo amor de vocês, porque vejo o quanto é lindo essa entrega.
Não deixe que o brilho se perca, que a chama se apague, cultive todos os dias esse amor pra que ele nunca morra, e olha quero ser madrinha do casamento viu... rsrs

(L.D.)

Vi isso na net e lembrei do amor de vocês dois...

-Quando a noite chegar cedo e a neve cobrir as ruas,
ficarei o dia inteiro na cama pensando em dormir com você.

-Quando estiver muito quente, me dará uma moleza de balançar devagarinho na rede pensando em dormir com você.
-Vou te escrever carta e não te mandar.
-Vou tentar recompor teu rosto sem conseguir.
-Vou ver Júpiter e me lembrar de você.
-Vou ver Saturno e me lembrar de você.
-Daqui a vinte anos voltarão a se encontrar.
-O tempo não existe.
-O tempo existe, sim, e devora.
-Vou procurar teu cheiro no corpo de outra mulher. Sem encontrar, porque terei esquecido. Alfazema?
-Alecrim. Quando eu olhar a noite enorme do Equador, pensarei se tudo isso foi um encontro ou uma despedida.
-E que uma palavra ou um gesto, seu ou meu, seria suficiente para modificar nossos roteiros.

Caio Fernando Abreu - O dia em que Júpiter encontrou Saturno.



Nenhum comentário:

Postar um comentário