23 novembro 2008

Hoje...




Nada melhor do que este momento, " o hoje" que estou vivendo agora, momentos bons(...) Bons? Maravilhosos, perfeitos(...) Um riso que brota agora neste rosto, no meio do que antes eram lágrimas. Quase que como um girassol, tentando focalizar o que há de bom, tentando buscar o que faz sentir mais vivo, e mais brilhante, ou como o sol aparecendo para aquecer a terra húmida do meu coração, onde só antes a tempestade insistia em cair. Este novo sorriso trás um novo e imenso colorido, que jamais achei que pudesse existir. Vem acompanhado de um brilho e contraste incondicional(...) É aquele sorriso que não precisa de dia bom, de sol, de mar, de canção(...) de nada pra existir(...) somente a tua graça me basta! Ele vem assim meio que sem jeito, mas que trás a diferença e realça meu dias. E não é um simples sorriso amarelo ao te ver, como foi com meus outros amores. É um sorriso brilhante e autêntico, com dentes brancos e sinceros. Por que a vida não termina na primeira decepção. Mas parece que recomeça, simples e limpa, a cada novo amor. Porque não importa por quanto tempo mais eu possa sorrir, só importa que neste momento meu jardim está florido de girassóis. E neste momento eu estou sendo feliz. E tudo tem um novo som e uma nova cor.
(L.D.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário