14 maio 2009

Saudade. Sentimento particular, inexplicável e diário.

De um ano até agora vivi coisas que achava que não fosse viver.
Achamos mesmo que as pessoas são para sempre.
Que a amizade é para sempre, que o amor é para sempre, que aquele momento mágico é para sempre.
Neste espaço do meio do ano passado para este vivi diversas decepções mas nenhuma me causou tamanha dor quanto essa perca.
Como eu queria arrancar meu coração naquele momento e o de todos ao meu redor para não sofrermos.
Mas isso além de ser inevitável, e mesmo sendo possível também não seria nada bom, porque acredito que com ele iria os bons momentos que tivemos.
Então fica coração, vamos sofrer, enfim viver o que há pra viver.
Mas como ela fez falta, e faz até hoje.
Não teve um diazinho sequer deste ano que não olhei a sua foto e que não conversei contigo, mesmo não me ouvindo.
O pior foi ver mame naquela tristeza, naquele desespero, feito criança abandonada.
Sinto que um pedaço da vida dela desmoronou, e agora não tem jeito vai ter que aprender a caminhar com seus próprios passos, apenas a lembrança como companhia.
Acredito que para cada um da família foi assim.
Ela era o nosso alicerce.
Enquanto a mim, simplesmente fui ao fundo de mim, lá naquele cantinho onde não se tem mais ninguém, só você e a dor. E ali fiquei por longos dias. Talvez me encontre lá em diversos momentos ainda.
Confesso que isso me desestruturou um pouco. Estava vendo ela de uma forma diferente, principalmente depois de minha conversão. Ela estava tão feliz! Com certeza era isso que ela sonhava pra todos nós. Lembro dela falando que esse era seu maior sonho, ver todos voltarem pra igreja. Porque Jesus é o único caminho.
Ela sempre pedia pra cuidar de mame, porque era com quem ela mais se preocupava (...)
Como eu queria ter aproveitado mais dessa nova vida contigo.
Eu nesse meu cantinho só com a dor cheguei a esquecer como eram as pessoas. A dor me arrancou tudo. Meus dias ficaram com um resto de sol e o tempo passava rastejando e a saudade era imensa, infinita e diária.
Me sinto um pouco perdida nesse caminho, não consegui voltar de lá daquele meu vazio, e abandonei muitas coisas, entre elas a mais importante, deixei de ir à igreja, sinto como se eu tivesse abandonado Jesus. Isso ela não gostaria de ouvir e ver nunca. Mas me senti vazia, sem graça, justamente por não ter aquele porto seguro que tinha para ancorar as minhas alegrias.
E muitas coisas então passaram a ficar sem sentido sem a presença dela.
Hoje esfriei, não saio mais de casa, e não permito muito que as pessoas se aproximem de mim. Simplesmente porque não tenho o apoio de quem preciso, só resenhas, reclamações.
O dia que mais me cortou o coração foi poucos dias depois de sua morte marcaram o meu batismo. Nossa como desejei a presença dela. Só a dela. Porque só ela entenderia aquele momento. E pra piorar meu pape achou de brigar comigo quando soube que eu ia me batizar, e ainda não permitiu que mame fosse comigo. Fui só. Só e ela em meu pensamento.
A pessoas naquele instante que disseram ser minha família hoje nem olham mais para mim. Não entendo como pessoas cristãs podem ser assim, guardar ressentimentos, e serem impossíveis de pisar em seu próprio orgulho, até que depois de diversos problemas eu abandonei a igreja.
Estou tentando recuperar os pedaços de mim, pedaços do meu querer, da minha alegria, do meu sentir, pensar, estão todos espalhados.
Sei que a vida continua, e todos morrem, não podemos lutar contra isso.
Mas não perdemos qualquer coisa, perdemos uma pessoa preciosa.
Tenho certeza de que hoje ela está no céu.
E lá nenhuma estrela brilha mais pra nós do que a dela.

Te amo vó!
Saudades absurdas de ti!

2 comentários:

  1. Olá querida. Fico feliz em saber que algo que escrevi tenha tocado alguém. Eu passei por testes e provas, fui balançada, mas não arrancada. Tenha certeza, Deus está levantado uma nova geração com raizes profundas... Vejo veteranos sendo levado por ventos estranhos e novos convertidos dando goleada em satanás!
    Obrigada pelo seu comentário. E que Deus lhe dê sempre sabedoria para suportar TODAS as provas...
    Bjos

    Ps: volte sempre ao meu Blog. Seja bem vinda!!!

    ResponderExcluir
  2. Lu

    Meus sentimentos mais sinceros por tua perca!

    Sinto muito e outro tanto por ti, minha querida!

    Desejo, no entanto, que toda a força que demonstras em teu texto, em tua poesia, passe para tua vida e encontres os pedaços que estão ficando para o caminho...

    Espero que encontre a igreja novamente, mas, sobretudo Jesus!

    Espero que encontres alguém, mas, sobretudo, o amor!

    Espero que encontres amigos, mas, sobretudo, a amizade!

    Tenhas em mim, alguém com quem conversar, por e-mail, por blog, ou pelo jeito que quiseres...

    Amigos devem ser, sobretudo, para os momentos díficeis!


    Beijos, minha amiga!

    ResponderExcluir