15 março 2010

Delírio e coma


Dias atrás eu fiquei às avessas...

Sorriso vazio...

Me encontrei em meio ao desespero...

Palavras no canto da boca, escondidas querendo sair...

Só restaram o eco das dores

E sentimentos avassaladores...

Abraço o meu travesseiro

Desfaleço em meio ao aconchego do meu leito

Com olhos cobertos de lágrimas...

Então me calo diante desse acontecimento

Só me resta estar anestesiada

Sem nenhum sentido ou verdade absoluta

Pura consciência “inconseqüente”

já beirando a insanidade.



Delírio e coma.


(L.D.)

Um comentário:

  1. Espero que vc saia dessa minha amiga, é bom quando a gente descobre as cousas dessa dor, mas não é bom levá-la pro resto da vida, queria que vivessem de amor mas se não for possivel o corte pela raiz...Te vi super feliz mas não te quero ver daquele jeito outra vez...beijos!

    ResponderExcluir