20 fevereiro 2009

Procuro um amor


Procuro um lugar, um amor, um alguém pra conversar(...)Procuro na verdade um amor que nunca encontrei, diferentes de todos que amei(...)
Será impossível?

Ultimamente tenho conhecido pessoas que somente brincam com os meus sentimentos, me julgando meio louca por amar demais, por ser confusa e misteriosa, e outra que simplesmente me deixou no meio do caminho, sem ter paciência de encontrar nosso lugar soltou a minha mão(...)
Fiquei então entregue ao acaso, a sorte ou azar(...)

Choro por falta de companhia, um colo pra repousar nos dias frios, acostumei a viver de brilho no olhar, sussurros no ouvido, cheiro de novo com frangância de inocência, me acostumei a ouvir e dizer: TE AMO
Choro por me encontrar desamparada, inconformada, procurando alguém no meio desta multidão onde vagueio ao cumprir minhas obrigações(...)
Meu coração sempre terá um pedacinho de tristeza, mas ele ainda sabe como fazer alguém feliz, ainda existe o calor do amor que teima em queimar, pois ainda tenho esperanças, e essa esperança é que me faz esperar em Deus.
Não me canso de dar meu amor, talvez essas pessoas só precisavam levar consigo um pouco de amor consigo por terem tido dores mau sofridas mau curadas,
por isso não me canso de me doar(...)
Vou caminhando então nesta mesma estrada onde amores do passado soltaram minhas mãos, não que eu esteja esperando reencontrar alguém neste caminho, quero o desconhecido, caminho na esperança de encontrar alguém para continuar esse caminho e descobrir coisas novas juntos, de mãos dadas(...)
Quero algo que satisfaça nossos corações em igual medida, sem machucá-los e nem ofendê-lospois o sentimento que carrego em meu peito é eterno, amor atemporal.
(L.D.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário