21 abril 2010

Cor do amor


Como eu queria um colo pra recostar,
Um olhar olhando pro meu
Vendo meu ser pelo avesso,
Sentindo os meus sentimentos,
Lendo os meus pensamentos (...)
Preciso da cor que da sentido ao cenário
Assim como a palavra que falta pra completar
Todo esse sentimento que carrego no peito
Todas essas cartas sem nome e endereço
Sem destino, sem coração certo (...)
Feitas para serem jogadas ao vento - Será?
Imaginando um amor
Palavras soltas, perdidas
Esperando algum sentido
Razão alguma para se formarem em um só.
Será que seu nome se enquadra nesse esquema
Onde cores e rimas estão em desordem? - Não sei!
Só sei que te espero neste inverno
Só em seus braços encontrarei o calor
Que pode aquecer meu coração.
Quando você chegar não se assuste
De tanta coisa que tenho a dizer-te
De emoção minha voz não sairá.
Meu olhos cansados de tantos desencontros
Não vão conseguir te olhar no primeiro instante.
E meu braços não serão suficientes
Para dar-lhe o abraço que merece.
A principio só observando a forma linda do teu ser
Não tenha medo, pode chegar mais perto
Ouvindo um barulho não se assuste
Será meu coração saltando de alegria
Querendo morar no teu ser.
Me ajude a dar sentido pra essa louca emoção
Venha ser você essa cor e palavra exata para o meu coração.

(L.D.)

3 comentários:

  1. Lu minha querida, ficou ótimo. Retrata bem nossos sentimentos, desejos do momento heim? rsrs
    Um bjo
    :)

    ResponderExcluir
  2. Afs... quantos desejos hein... e essa cor que não vem logo pro meu mundinho... rsrs

    ResponderExcluir
  3. Bons Desejos!!! Amei Lu!!!
    Muito lindo, assim como tudo o que vc escreve!!!

    Beijoquinhasss

    ResponderExcluir